Blog

EXPANDIR HORIZONTES COMEÇA NA NOSSA IMAGINAÇÃO

20 de setembro de 2017 em Novidades e Inspirações. Escrito por Priscila Esteves.

Pegar um avião para o outro lado do mundo não é tarefa fácil ou algo que podemos fazer a toda hora. Para tornar essa jornada a mais prazerosa e tranquila possível, é necessário uma programação muito bem planejada. Essa é uma de nossas maiores preocupações e, por isso, garantir que tudo vai dar certo é o que nos inspira todos os dias, um assunto que você pode ler mais aqui.

Mas, antes de pensarmos sobre logística e detalhes de planejamento, há uma questão igualmente importante: por que ir para tão longe? Com tantos lugares incríveis neste planeta, o que nos faria partir para um dos pontos mais longínquos da Ásia? As razões são muitas e aqui revelamos algumas bem especiais!

Inspirados pela revista de viagens Condé Nast Traveler, fizemos uma lista com alguns dos lugares mais bonitos do Japão. Imagine paisagens de revistas ou aquelas que aparecem em sonhos, ou construções milenares em meio à natureza, florestas de bambu e santuários que parecem estar flutuando no mar. Sim, esses lugares são reais e aqui destacamos alguns deles espalhados pela imensa Pérola do Oriente!

SANTUÁRIO DE ITSUKUSHIMA  

Localizado na ilha de Miyajima, próxima a Hiroshima, esse é um dos muitos santuários que abrigam a cultura milenar japonesa. Mas o que o torna único entre tantos outros é seu torii, portal japonês que sinaliza a entrada de um santuário xintoísta, imediatamente captando nossa atenção com um visual que parece estar flutuando.

santuário Itsukushima japão Torii da ilha de Itsukushima quando a maré está alta

Passado o fascínio com a construção sobre a água, ampliamos os olhares e percebemos como toda a estrutura é harmoniosamente integrada à paisagem que a cerca. O complexo abriga ainda edifícios e salas de oração, conectadas por passarelas e apoiadas por pilares, formando uma arquitetura magnífica. Não é à toa que o santuário é considerado pelos próprios japoneses um dos cenários mais bonitos do país.

É dessa forma, longe da modernidade, que a ilha mantém suas tradições e um ritmo de vida tranquilo, fazendo jus ao seu nome “onde deus reside”. Curiosamente, dizem que seu portal resistiu a terremotos, tufões, guerras e até ao poder da bomba atômica. Por essa proteção e diversos outros motivos, é venerada e repleta de significado desde a sua fundação em 593 D.C, hoje também reconhecida como Patrimônio da Humanidade.

VILAS DE GOKAYAMA E SHIRAKAWA-GO

Falando em Patrimônios da Humanidade, esse é um título recorrente em muitos desses lugares. A UNESCO destaca pontos de grande relevância histórica, cultural e natural para a sociedade e para o mundo – qualidades que não faltam para a vila de Gokayama. Com sua vizinha, Shirakawa-go, são famosas pelas tradicionais casas construídas em madeira e palha de arroz, as gassho-zukuri.

GOKAYAMA E SHIRAKAWA-GO Casas típicas gassho-zukuri na Vila de Shirakawa-go

Combinadas à deslumbrante paisagem dos Alpes da região, rodeadas por montanhas e florestas, algumas dessas construções possuem mais de 250 anos. O mais interessante: são igualmente belas e funcionais, mantendo seu telhado em um ângulo de 60° para facilitar a remoção da neve que cai no inverno. A estrutura íngreme também permite que haja um sótão dedicado ao cultivo de bichos da seda.

FLORESTA DE BAMBU ARASHIYAMA

Até mesmo grandes cidades como a cosmopolita Kyoto reservam um espacinho para contemplação da natureza e sua perfeição. Cerca de 10 km de distância do centro, chegamos ao que parece ser um pequeno e charmoso vilarejo. É a conhecida província de Arashiyama, onde podemos nos deleitar com o seu cenário mais icônico: a Floresta de Bambu.

Floresta de Bambu Arashiyama Kyoto Japão  Caminho entre a Floresta de Bambu, em Arashiyama

Aqui, toda ideia de tranquilidade e paz interior que imaginamos no Japão se materializa. Independente da estação do ano, caminhar por entre os bambus sempre garante a sensação de estarmos em um lugar realmente especial. Continuando a atmosfera zen, também é possível visitar o templo budista Tenryu-ji, que está logo ao lado com seu lindo jardim, preservado na forma original há séculos.

TEMPLO KINKAKU-JI

Em Kyoto, o Templo Kinkaku-ji tem uma construção deslumbrante de três andares, dois deles cobertos com ouro. Dentro, cada andar traz diferentes influências de estilo: nobreza, budismo e referências estéticas das casas dos samurais. Tudo ali é um convite para uma viagem à história japonesa do último milênio.

Templo Kinkaku-ji Japão  Vista do lago espelhado no Templo Kinkaku-ji

Mas é toda composição da natureza ao redor que o torna um refúgio, contrastando com a modernidade hoje tão presente no país. Como em uma pintura, o templo dourado é emoldurado por uma infinidade de árvores e refletido no lago espelhado, formando um cenário que merece ser eternizado em nossas melhores lembranças de viagem. Uma oportunidade que o Ronaldo e a Fabiana Donato, acompanhantes do grupo de 2015, não perderam!

Templo Kinkaku-ji Ronaldo e Fabiana Donato em visita ao Templo Kinkaku-ji durante o grupo de 2015

Entre harmonias e sutilezas, o Japão nos conquistou desde a primeira visita. Sua tradição tão enraizada e a forma como se desenvolve sem perder a essência lembram porque ganhou nossa imensa admiração. Sem dúvida, é um do destinos que mais despertam curiosidade e fazem das distâncias um mero detalhe!

 

+ Veja o grupo passado que fizemos para Dubai, China e Japão

+ Lista completa dos lugares mais bonitos do Japão, segundo a revista Condé Nast Traveler (em inglês)