LONGEVIDADE EM DIA: AS MELHORES ATIVIDADES PARA A MATURIDADE

28 de março de 2018 em Novidades e Inspirações.
Escrito por: Lila Guimarães, jornalista e calaboradora da Donato.

Se cuidar da saúde sempre foi importante, na fase mais madura da vida os cuidados não precisam ser redobrados, apenas focados naquilo que o corpo mais precisa. Basta consultar um bom profissional da área de saúde para entender como alcançar benefícios e prevenção com certas atividades físicas, e saber como elas garantem qualidade de vida e longevidade.

Para quem anda com aquela vontade de finalmente encontrar uma atividade regular, indicamos algumas das mais apropriadas. Conversamos com o especialista no assunto Rafael Riera de Farias, Professor e Mestre em Educação Física, que também destacou alguns pontos importantes para levar em conta na hora de escolher um caminho mais saudável para o corpo e a alma.

O corpo é uma máquina

Antes de tudo, Rafael chama atenção para algumas condições normais do corpo na fase mais madura da vida e alerta para perda natural de massa muscular, de hidratação, algumas questões como hipertensão e desgastes nas articulações e na estrutura óssea. Para driblar esses efeitos do tempo, e prolongar o bom funcionamento da nossa máquina, sem dúvida, é preciso alimentá-la com movimento, e injetar força e energia na busca por sua autonomia e liberdade.

“Atividade física para a fase da maturidade, hoje em dia, vai muito além da hidroginástica ou de exercícios de baixo impacto. Para as pessoas mais ativas e com condições físicas boas, a melhor recomendação é a musculação para evitar a perda muscular, garantindo disposição até mesmo para o mais trivial do cotidiano como subir uma escada, carregar sacolas, sentar e levantar. Além disso, um corpo firme corre menos risco de quedas e de sofrer fraturas”, nos contou Rafael.

Independência e mobilidade

De fato, uma vida saudável e dinâmica pede independência e mobilidade. Tudo isso se preserva ou pode ser reconquistado, caso necessário. Para evitar dificuldades no dia a dia ou doenças cardiovasculares, as atividades físicas são o melhor antídoto! Quando aliadas a uma boa alimentação e o consumo adequado de água (de 2 a 3 litros por dia) fazem milagre!

Atividades mais apropriadas 

ALONGAMENTO

Alongar pode ser um bom começo para preparar o corpo para uma rotina mais ativa. O alongamento é muito importante, e com um trabalho de força (musculação, por exemplo) forma os pilares contra a perda da flexibilidade e da mobilidade articular. Quem sente a cadeia muscular encurtada acaba tendo dificuldades como amarrar um sapato ou pegar um objeto no chão, por exemplo. É uma atividade que pode ser feita também antes ou depois de um exercício aeróbio (caminhada ou corrida, para os mais ativos). Para os hipertensos, a dica para um alongamento saudável é não permanecer muito tempo na mesma posição e encarar a atividade como um momento de relaxamento.

PILATES E YOGA

Trabalhos de força e alongamento também podem ser encontrados numa mesma atividade como o pilates e as diversas modalidades da yoga. Aliás, existem tipos de yoga mais leves que trabalham as posturas (ásanas) com ajuda de acessórios como cintos e blocos de madeira. Outras mais meditativas que focam na respiração e algumas que apostam em ritmo e repetição exigindo mais fôlego e um trabalho muscular mais intenso. A dica aqui é pesquisar a modalidade mais adequada para o seu físico ou para o seu estilo de vida. Em todos os casos, a yoga ainda é um portal para o autoconhecimento e a expansão da consciência.

CAMINHADA

Investir um tempo diário ou pelo menos três vezes por semana em caminhadas é preventivo, ativa o sistema circulatório e traz outros benefícios como redução de inchaço, de peso e de estresse. Para quem ainda não tem o hábito de caminhar, uma dica é começar aos poucos: dez minutos de caminhada tranquila num primeiro dia e, a cada semana, ir aumentando o tempo e a intensidade. Para perder calorias, obter melhoras no condicionamento físco e ativar o sistema cardiovascular, o ideal é uma caminhada um pouco mais intensa. Sinta o seu cansaço, ele deve ser leve, e encontre um nível intermediário de energia nos movimentos para um trabalho completo.

NATAÇÃO

Outra fórmula de sucesso é combinar natação com musculação. Os benefícios da natação são inúmeros, o contato com a água é extremamente relaxante e prazeroso. Além disso, é um aeróbio regulador de pressão. O meio aquático também reduz o impacto das articulações e causa uma leve pressão no tórax, exigindo mais do diafragma e consequentemente estimulando a capacidade respiratória. A natação também pode ser encarada como um lazer e até mesmo uma atividade competitiva. Segundo Rafael, existem cada vez mais competições para pessoas acima dos 50 até os 90 anos. Assim como times de polo aquático de 65+.

WATSU

Ainda na água, o watsu é um alongamento passivo e guiado por um profissional na piscina aquecida. Há quem procure a técnica apenas para desestressar, como uma terapia. Para relaxar totalmente é possível fechar os olhos, ficar em silêncio, e se entregar aos movimentos leves e lentos que proporcionam alívio de dores musculares e na coluna. O watsu ainda trabalha confiança e meditação.

DANÇAS

Danças também são muito recomendadas. Elas ativam a capacidade cognitiva, trabalham coordenação motora, memória, ritmo equilíbrio, e nos fazem entrar em contato com a arte e a criatividade. A dança, em qualquer idade, é uma ferramenta de expressão que traz bem-estar e alegria, além de condicionamento físico.

Corpo, mente e espírito

Desopilar a mente durante as atividades físicas é natural e mais um dos seus efeitos maravilhosos. Por isso, também é indicado fazer atividades ou passeios ao ar livre, em cenários de natureza farta e ar puro. Quem tem o costume de viajar, não deixe de aproveitar as caminhadas por parques como o Torres del Paine, por exemplo, na Patagônia. Aliás, existem muito outros lugares no mundo perfeitos para isso! O melhor de estar em dia com a boa forma é aproveitar ainda mais a vida e o mundo!

* Rafael Riera de Farias é professor com licenciatura plena em Educação Física, Mestre em Educação Física na área de pesquisa sobre os Aspectos Biopsicossociais do Exercício e os Enfoques Biológicos (UERJ). Especialista em Treinamento Desportivo e Fisiologia no Exercício e Especialista em Atividade Física para Grupos Especiais & Reabilitação Cardíaca.

Para quem quiser entrar em contato: [email protected]

 

Matérias relacionadas

DE REPENTE 60!

Como um filme que passa sem a gente perceber, a vida também é uma surpresa que de repente nos mostra no espelho a conta dos anos já vividos. Me lembro quando notei os

O QUE ENSINAR AOS MAIS NOVOS?

O que ensinar aos mais novos enquanto aprendemos juntos uma outra consciência sobre envelhecer? A proposta é: vamos nos olhar frente a frente e imaginar entre nós um espelho que mostra uma das

PARA COMEÇAR O ANO COM O PÉ DIREITO E MUITA ENERGIA

Agora que o ano oficialmente começou e já retomamos as atividades normais, compromissos e tarefas, por que não colocar em prática também nossas metas de saúde para 2018? Se seu objetivo para este ano

Ver todos os posts

Para participar com seus relatos, fotos ou sugestões de assuntos e viagens, por favor envie um e-mail para [email protected]