CHOCOLATE: UM VERDADEIRO DIAMANTE BELGA

14.08.2019 em Novidades e Inspirações.
Autor do post: Lila Guimarães, jornalista e colaboradora da Donato.

Existe um lugar que é casa e referência de duas das maiores e mais sofisticadas paixões mundiais: chocolates e diamantes. A Bélgica, por isso e também pela história e charme, é um país mítico e irresistível. É lá que são fabricados os chocolates mais famosos e valorizados do mercado. O “chocolate belga”, que se tornou uma grande marca, é diferente de todos e dá às receitas um toque gourmet e aveludado. Já os diamantes, pedras no topo das mais preciosas, ocupam grande parte do comércio especialmente da Antuérpia, onde cerca de 60% a 80% de todos os diamantes do mundo são lapidados e negociados.

O potencial de encantamento da Bélgica, portanto, é infinito, ainda mais se descoberto em uma viagem de navio. É assim que a Donato Viagens escolheu mostrar o país, em um cruzeiro fluvial pelos canais da região e também por algumas cidades da Holanda. A viagem vai acontecer na primavera do próximo ano, em 2020, quando as paisagens são mais lindas e coloridas (para saber mais, veja os detalhes da viagem clicando aqui e leia a matéria Cores e amores da primavera na Holanda).

Um diamante belga

Como a força da Bélgica e de suas riquezas é tamanha, hoje, vamos falar só sobre o chocolate! Afinal, quem nunca se espantou com a delicadeza e o sabor de um bom chocolate belga? É de se admirar e também de surtir curiosidade sobre os seus processos e ingredientes.

chocolate belga

Nossa fonte expert em chocolate

Por isso, conversamos com a expert Judith Rebouças, chef de cozinha, professora convidada da aula de Chocolate no curso de pós-graduação em Confeitaria da Universidade Anhembi Morumbi. Judith tem uma fábrica de chocolate para chamar de sua (é verdade, lá ela produz para empresas e estabelecimentos como a Padoca do Maní e todos os produtos são feitos com matéria-prima brasileira, a sua preferida!), e também é frequente viajante nos grupos da Donato Viagens (leia sobre a sua relação com as viagens na série de entrevistas Meu Tempo no Mundo, clicando aqui).

A fama do chocolate belga

Segundo a pesquisadora, muito da fama do chocolate belga vem do forte investimento em volume, exportação e marketing que as fábricas belgas praticaram ao longo de sua história como grande produtora na Europa. Assim, eles puderam difundir seus produtos por todo o mundo, já que, geralmente, são produtos de qualidade. E essa qualidade está nos ingredientes adicionados ao cacau.

Aliás, o cacau processado na Bélgica geralmente vem do Norte da África, uma das melhores regiões intertropicais produtoras do planeta, e isso significa que esse cacau por si só já é bom. As regiões intertropicais, localizadas cerca de 300 a 600 metros acima da Linha do Equador, são úmidas e quentes com temperaturas entre 23 e 25 graus e apresentam assim as melhores condições para o plantio do bom cacau.

O que é “chocolate belga”?

O chocolate belga é conhecido por suas texturas mais cremosas. Aí entram, principalmente, a manteiga de cacau e o leite de qualidade. A maioria desses chocolates vêm com o pralinê, talvez, o que podemos chamar de “pulo do gato belga” e o grande diferencial dessa marca!

O pralinê é uma invenção de Jean Neuhaus, que em meados do século XIX, em Bruxelas, “lapidou” ao seu jeito o chocolate que já era uma joia apreciada mundialmente. Ele adiciona às barras (elaboradas e difundidas anteriormente por Lindt, na Suíça) e aos bombons esse creme doce feito com amêndoas torradas e açúcar como um recheio generoso e revolucionário.

Por isso, a receita belga original é mais gordurosa e ideal para ser consumida num lugar de clima fresco. Em termos técnicos, esse é o tal do “chocolate belga” e o motivo inicial de toda a sua fama que ainda é insuperável (apesar do mundo todo estar produzindo chocolates de qualidade e tipos diferentes, como o Brasil, na opinião de Judith).

O prazer de saborear um bom chocolate

“O chocolate é muito prazeroso! Ele tem aroma, e a gente leva a qualquer lugar. É engraçado como ele modifica no paladar de cada um. Eu, adoro um chocolate gordinho. Ele envolve todas as minhas papilas gustativas e eu sinto muito mais o seu sabor. Inclusive, acho que existem alguns horários perfeitos para comer um chocolate como, por exemplo, às dez da manhã, quando vai começar a fome do almoço, o estômago está mais vazio e o paladar mais sensível. É especial!”, disse Judith ao final da nossa conversa.

E sobre esse alvoroço nos sentidos, somos quase todos experts, mas o chocolate belga é citado como o responsável pelo resgate da identidade e da memória de uma criança autista que, aos dois anos e meio de idade, experimentou pela primeira vez algo que fez tudo ganhar sentido (e isso é bem mais do que um simples alvoroço, vamos combinar!). Era uma barra de chocolate belga, branco, dado pela avó numa visita. Pelo menos é esse o relato vertiginoso da escritora belga Amélie Nothomb no livro autobiográfico A metafísica dos Tubos. Um dos seus primeiros pensamentos foi sobre esse chocolate, como ele “é bom é doce é untuoso” e ela só queria mais! Foi esse o seu ponto de partida na vida. Foi como passar a existir através do prazer, de uma sensação despertada milagrosamente. Forte e lindo, não?

chocolate belga belgica

Fotos: NordWood Themes; Simone van der Koelen; Elli O., no Unsplash

Veja nosso roteiro Cruzeiro Fluvial Tulipas, que parte em março de 2020 para Holanda e Bélgica, clicando aqui.

 

Quer receber a proposta dessa viagem com todos os detalhes diretamente no seu e-mail?

É só preencher o formulário abaixo!


 

 

Matérias relacionadas

CURIOSIDADES DA CULINÁRIA AUSTRALIANA

Além das belezas naturais e da imensidão de cenários únicos, na Austrália, vale também explorar os pratos típicos. Separamos algumas curiosidades sobre a culinária australiana — entre sabores exóticos e outros já familiares, você irá se surpreender!

5 RESTAURANTES EM SÃO PAULO PARA CONHECER O MUNDO

A culinária é uma paixão que ultrapassa fronteiras. Não à toa, os restaurantes são locais que sempre atraem nossos olhares quando visitamos um novo destino. Para conhecer pratos típicos do mundo todo, separamos 5 dicas de restaurantes em São Paulo que valem a visita!

AS DELÍCIAS DA CULINÁRIA BAIANA

Uma boa mistura de culturas e belezas naturais a perder de vista são alguns dos charmes da Bahia. Pensando na riqueza da culinária baiana, separamos 5 pratos típicos que têm um lugar reservado no coração de quem os saboreou, inclusive no nosso!

Ver todos os posts

Para participar com seus relatos, fotos ou sugestões de assuntos e viagens, por favor envie um e-mail para [email protected]

WhatsApp Chat×
Atendimento WhatsAppx
Preencha os campos abaixo para falar com a nossa equipe

Horário de atendimento:
De segunda a sexta-feira das 9h às 18h